Duas técnicas recém chegadas ao mercado suavizam as linhas que a gente tanto detesta. O Sellas é um laser fracionado que estimula a produção de colágeno, renovando a pele na área tratada. Ele melhora o aspecto das estrias em até 80%. São indicadas de quatro a dez sessões, sempre com um intervalo de 20 dias. Só que o método é dolorido e custa caro – 1.200 reais por sessão.

A subcisão, procedimento já usado contra a celulite, é outra alternativa para tratar riscos grossos. Com uma agulha especial, o médico descola a derme, provocando um trauma no tecido. Isso ativa a fabricação de colágeno e ameniza a estria. A técnica pode ser usada até a linha sumir.

Cada sessão custa a partir de 350 reais. A desvantagem? É preciso ficar até dois anos sem pegar sol na região tratada.

Por Danielle Batista


Durante minha gravidez, tive muitos cuidados em relação a minha pele (infelizmente relaxei um pouco em relação ao peso). O investimento em cremes preventivos contra estrias é fundamental, principalmente durante toda a mudança corporal ocasionada pela gestação.

Este investimento não se relaciona apenas com a vaidade, mas também com a saúde física e, principalmente, em manter a pele bonita para se sentir feliz.  Destaco duas marcas de creme preventivo contra estrias que utilizei: Materskin e Gerare. Ambos são excelentes, porém o primeiro tem um preço bem mais acessível.

Uma dica é a compra pela Internet e em quantidade destes produtos para evitar ficar sem ou ter de comprá-los com preços muito altos.

Por Enelise Arnold





CONTINUE NAVEGANDO: